Central de Atendimento:
  • (31) 3079.3478
  • (31) 3079.3479
  • (31) 3079.3480
  • (31) 3079.3481
2ª a 6ª de 7h as 19h Sábado de 8h as 13h15
  • A
  • A
  • A-
  • A
  • A+

Saiba mais sobre atendimento médico durante viagem ao exterior

05 de Abril de 2018 às 10h30

Planejar uma viagem para o exterior, de férias ou a trabalho, pode ser extremamente prazeroso, porém é preciso tomar providências simples, mas que são muito importantes. Uma delas é quanto ao atendimento médico no exterior.

Foto

Apenas três países (Portugal, Itália e Cabo Verde) mantêm acordos com o Brasil, pelos quais os brasileiros podem ser atendidos nos sistemas públicos de saúde do país visitado. Mas para ter acesso a esse benefício é indispensável que o viajante leve consigo o "Certificado de Direito à Assistência Médica no Exterior", emitido pelo Ministério da Saúde.

Em Belo Horizonte, o documento pode ser solicitado na unidade do Ministério da Saúde, que fica na Rua Espírito Santo, nº 500, no centro. Se o destino da viagem for Itália ou Cabo Verde, o interessado em obter o certificado deve, obrigatoriamente, ter vínculo com o INSS, ou seja, contribuir com o Instituto Nacional do Seguro Social, comprovado na Carteira de Trabalho com a data de filiação ao Regime Geral de Previdência Social, ou, para os contribuintes autônomos, com o comprovante do recolhimento das contribuições, e, para os aposentados ou pensionistas, com o número do benefício e o último contracheque. Já para Portugal, o vínculo não é obrigatório. O certificado vale para o interessado e seus dependentes de até 21 anos de idade. Veja aqui os documentos necessários para solicitar o certificado

Mais informações no Ministério da Saúde em Minas Gerais: (31) 3248- 2814.


Contratar seguro-saúde

Existe a possibilidade da contratação de seguros-saúde privados, que resguardam o viajante no caso de necessidade de atendimento médico.

Para a entrada na maioria dos países europeus, por exemplo, como Alemanha, Áustria, Bélgica, Espanha, França, Grécia, Holanda, Hungria, Islândia, Itália, Letônia, Liechtenstein, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Noruega, Polônia, República Tcheca, Romênia, Suécia e Suíça, a contratação do seguro é obrigatória. Na América Latina, a contratação do seguro saúde não é obrigatória, com exceção de Cuba e Venezuela. Os Estados Unidos também não exigem a contratação.

Embora alguns país não exijam a compra do seguro-saúde por parte do viajante, é muito importante que ele esteja nos planos de quem viaja ao exterior, já que o custo para arcar com despesas médicas fora do país pode ser muito alto.