Central de Atendimento:
  • (31) 3079.3478
  • (31) 3079.3479
  • (31) 3079.3480
  • (31) 3079.3481
2ª a 6ª de 7h as 19h Sábado de 8h as 13h15
  • A
  • A
  • A-
  • A
  • A+

Palestra na Amagis aborda a importância da saúde mental

27 de Setembro de 2019 às 15h50

A importância da saúde mental e os cuidados que ela demanda foram tema de palestra proferida pelo psiquiatra Octávio Maia Saliba na sede da Amagis em Belo Horizonte, ontem, 26. Com o tema Saúde Mental e Depressão: Impactos na qualidade de vida, o médico agradeceu a Amagis, nas pessoas do presidente Alberto Diniz e da vice-presidente de Saúde, Rosimere Couto, pela iniciativa, segundo ele, possível graças ao empenho de toda a equipe da Amagis e da Amagis Saúde. “Reduzir as informações errôneas sobre saúde mental ajuda a minimizar os preconceitos relativos a um problema que é muito comum nos dias de hoje”, afirmou o médico, se referindo à depressão.

 

 

O presidente da Amagis, desembargador Alberto Diniz, ressaltou a importância da palestra, uma vez que a depressão é uma doença que muito aflige os magistrados nos tempos modernos. “Por isso, é de extrema importância a realização dessa palestra com um profissional qualificado como o Dr. Octávio Saliba, para que possamos ter conhecimentos sobre a saúde mental e a depressão e, sobretudo, a prevenção”, destacou ele.

“A prevenção, como uma das principais bandeiras da Associação, é o foco deste evento de hoje”, afirmou a vice-presidente de Saúde da Amagis, juíza Rosimere Couto. “Precisamos saber lidar com essa situação para aprender a colaborar com quem está deprimido, já que essa é uma doença grave”, conclamou a vice-presidente.  

Para Rosimere Couto, a participação do magistrado é de extrema valia. “Nós trabalhamos sob um estresse muito grande, o que favorece o aparecimento de doenças mentais. Precisamos estar sempre atentos para a importância com o cuidado de nossa saúde, tanto física quanto mental”, disse ela.

Palestra

Ao iniciar a palestra, o psiquiatra Octávio Saliba, que é graduado em Medicina pela UFMG, integrante do Programa Amor à Vida e membro Internacional da Associação Americana de Psiquiatria, falou sobre o  Setembro Amarelo, mês dedicado à prevenção do suicídio. Ele apresentou um histórico da depressão, que embora seja chamada de doença dos tempos modernos, existe há muitos anos. De acordo com o médico, o Rei Saul, no antigo testamento, foi derrotado no campo de batalha em uma luta contra os Filisteus e, triste e atormentado, suicidou-se com a própria espada. Grandes artistas representaram a depressão e seus efeitos em obras e outros sofreram com a doença e acabaram por dar fim à própria vida, como Vicent van Gogh e outros.

As transformações pelas quais a sociedade vem passando, atualmente, com problemas e desafios em todas as áreas, exige uma grande demanda para que haja uma adaptação das pessoas, de acordo com o psiquiatra. “Isso impacta, na maioria das vezes, importantes alterações emocionais que podem ser muito prejudiciais”, afirmou ele.

“Em 2020, a Depressão será a principal causa de afastamento do trabalho, segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS)”, destacou o psiquiatra, acrescentado que uma a cada 4 mulheres e um a cada 10 homens sofrerão com a doença, que reduz a expectativa de vida em 10 a 25 anos.

Octávio Saliba apresentou alguns dos sintomas da doença, que é descoberta por meio de um diagnóstico clínico e não baseado em exames. O sintoma fundamental, de acordo com ele, é o rebaixamento do humor, afetando as esferas emocionais, cognitivas e físicas, e pode ter causas em acontecimentos internos ou externos.  “Outros sintomas, como perda do interesse ou prazer, sentimento de vazio, falta de esperança, insônia ou sono exagerado, etc, que perduram por mais de duas semanas também podem ser indicativos de depressão”, afirmou o psiquiatra. O acompanhamento médico é de fundamental importância para que se tenha o diagnóstico correto.

Durante sua apresentação, o psiquiatra listou alguns dados importantes sobre a depressão e o suicídio. De acordo com ele, dados da OMS revelam que o risco de ter depressão pode aumentar com idade, ficando maior após os 65 anos. Além disso, houve no Brasil um aumento da taxa de suicídio em adolescentes. “São dados alarmantes que demonstram a necessidade do conhecimento sobre o assunto”, afirmou.

Positividade

De acordo com o psiquiatra, a iniciativa da Amagis é uma oportunidade de levar conhecimento às pessoas acerca da saúde mental e de sua importância. “Não devemos ter preconceitos, hoje existem muitos recursos de prevenção e tratamento, é importante que as informações cheguem até as pessoas”, disse ele.

Fatores fortes contra a depressão, segundo Octávio Saliba são a positividade a autoestima. “A sensação de bem-estar geral, a saúde mental positiva, a satisfação pessoal são fatores determinantes para a remissão da depressão”, afirmou ele. Existem diversos tratamento com medicamentos e outros que ele falou durante sua exposição. Ao fim, Octávio Saliba destacou que existem muitos recursos para o tratamento da depressão, mas a doença continua estigmatizada e, por isso, muitas pessoas não recebem o tratamento adequado. “Por isso a informação e a busca pela prevenção são tão importantes”, disse.

Atendimento

O psiquiatra Octávio Saliba atende pelo Amagis Saúde em seu consultório, que fica na rua Ouro Preto, nº 856, no Barro Preto, em Belo Horizonte. O telefone para marcar uma consulta é o (31)3337-5970. 

Programa Amor à Vida

O Programa Amor à Vida, da Amagis Saúde, disponibiliza aos usuários uma equipe composta por profissionais qualificados, entre eles o psiquiatra Octávio Saliba, sempre prontos a orientar os associados para o desenvolvimento de hábitos de vida mais saudáveis, bem como para esclarecer dúvidas e assessorá-los nas seguintes especialidades: cardiologia, endocrinologia, geriatria, fisioterapia, nutrição e psiquiatria.

Para agendar uma consulta, o associado pode ligar para (31) 3079-3472 e falar com Margareth.