Central de Atendimento:
  • (31) 3079.3478
  • (31) 3079.3479
  • (31) 3079.3480
  • (31) 3079.3481
2ª a 6ª de 7h as 19h Sábado de 8h as 13h15
  • A
  • A
  • A-
  • A
  • A+

Ciclismo une esporte e lazer à saúde

07 de Marco de 2018 às 17h40

Magistrados optam pelo pedal para combater o estresse e ganhar qualidade de vida

Aliar a prática do esporte e o cuidado com a saúde a um momento de lazer e a descoberta de lugares com parques, ruas, estradas e trilhas. Talvez este seja o grande diferencial para quem pratica o ciclismo. O prazer de andar de bicicleta normalmente começa muito cedo e, como se diz popularmente, é algo que “nunca se esquece”.

ciclismo2

O juiz aposentado Geraldo Luiz Ribeiro contou que se entusiasmou em andar de bicicleta aos dez anos de idade quando comprou sua Caloi 10. “O ciclismo amador faz bem à saúde e causa menos impactos sobre os joelhos e a coluna, do que outros esportes”, avaliou. Ele disse que houve uma época em que integrava um grupo de ciclistas chamado “Le Vélo”, que reunia cerca de 50 pessoas para pedalar pelas ruas da cidade, mas diz que hoje prefere pedalar pelas estradas de terra próximas a Belo Horizonte. 

Outra vantagem que o juiz Geraldo Ribeiro constatou do uso da bicicleta é de que em países, como na Dinamarca, “há ciclovias por toda parte, estacionamentos para bicicletas no centro da cidade e os ciclistas são respeitados, pois representam um carro a menos nas ruas, ou seja, mais saúde, menos poluição e toda a sociedade sai ganhando”, comentou.

A juíza Mariana de Lima Andrade, da Comarca de Belo Horizonte, diz que sempre gostou da prática de esportes de forma geral, principalmente ao ar livre. Depois de anos praticando spinnig em academias, ela descobriu no ciclismo uma forma de unir as duas coisas. “Sentia-me presa dentro da sala de ginástica. O ciclismo veio como consequência, porque alia as duas coisas”, destaca. Sempre que pode, a magistrada gosta de se deslocar até trilhas, ambientes mais afastados, o que, segundo ela, demanda mais tempo. “Não tenho um dia fixo, ou constância na prática do esporte, mas faço sempre que posso”, disse.

ciclismo

Já para juiz Cristiano Álvares do Lago, da Comarca de Juiz de Fora, a prática do ciclismo teve início em 2007, quando começou os treinamentos de triathlon, do qual o ciclismo é uma das modalidades junto com natação e corrida. A partir daí, o esporte tornou-se sua paixão. Desde então, tem participado de uma média de quatro competições de triathlon por ano. 

Segundo Cristiano Álvares, “o ciclismo é um esporte agradável, prazeroso, que contém menor carga de risco de lesões corporais e pode ser praticado por qualquer pessoa, desde que bem orientado por profissionais experientes”. 

A prática do ciclismo, assim como de qualquer esporte, aliado à boa alimentação, ajuda a manter uma boa forma física e traz diversos benefícios. O juiz Geraldo Ribeiro constatou que o esporte proporcionou uma melhoria do humor e da condição física, “fatores que melhoram a qualidade de vida e o relacionamento com as pessoas”. Esse aspecto também é observado pela juíza Mariana Andrade que acrescentou que o contato com a natureza muito enriquece, tornando a prática mais prazerosa, além de aliviar o estresse do trabalho.

O juiz Cristiano Álvares reconheceu que, depois que começou a encarar o esporte como uma rotina diária e necessária para sua saúde e felicidade, seu ritmo de trabalho melhorou muito. “Tenho muito mais disposição física e mental para trabalhar”, afirmou. 

Além do ciclismo (às quartas e sábados), o juiz Cristiano do Lago pratica natação e corrida, o que o provoca a fazer uma atividade física todos os dias, regularmente. “No domingo costumo andar de bike com minha esposa”, complementa.