Central de Atendimento:
  • (31) 3079.3478
  • (31) 3079.3479
  • (31) 3079.3480
  • (31) 3079.3481
2ª a 6ª de 7h as 19h Sábado de 8h as 13h15
  • A
  • A
  • A-
  • A
  • A+

O que é a Staphylococcus aureus, bactéria que pode causar infecção generalizada

04 de Abril de 2019 às 14h05

Uma das bactérias mais presentes na pele humana, a Staphylococcus aureus (ou estafilococos, em português) é potencialmente mortal quando infecta todo o corpo, causando a sepse ou infecção generalizada. O micro-organismo é um dos mais comuns na prática clínica e, na maioria das vezes, causa problemas simples, tratáveis com antibióticos. Porém, se não for tratada rapidamente, a doença pode ser fatal, principalmente em pessoas com baixa imunidade.

Estudos indicam que entre 20% e 30% da população humana carrega a bactéria de forma perene, na pele, nas narinas ou, no caso das mulheres, na parte inferior do sistema reprodutor.

Veja abaixo o que são os estafilococos, os sintomas, formas de prevenção e tratamentos:

O que são os estafilococos?

Os estafilococos são um tipo de bactéria. A espécie mais frequente é justamente o Staphylococcus aureus, mas existem dezenas de outras. Existem os estafilococos chamados “domiciliares” ou “comunitários”, normalmente sensíveis a antibióticos e que causam infecções menos graves. Mas há também os “hospitalares”, que são bem mais resistentes.

Como ocorre o contágio?

A bactéria é transmitida através do contato com uma pessoa infectada ou por exposição a um objeto que uma pessoa infectada encostou, como o teclado de um computador, telefone etc.

A presença da bactéria na pele não é, por si só, causadora de doenças. Os riscos surgem quando há lesões, que podem servir de porta de entrada para o organismo — por esse motivo, é importante manter a área das feridas sempre limpas.

Quais os sintomas da infecção?

Para impedir uma contaminação mais agressiva, é preciso estar atento aos sintomas de infecção. São eles: febre, mal-estar, dores no corpo, cansaço excessivo e vômitos.

Quando houver esses sintomas, um médico deve ser procurado. O diagnóstico ainda nas primeiras 24 horas é decisivo, inclusive para uma eventual confirmação da presença da Staphylococcus aureus. Isso porque ela age rápido no corpo. 

Como é feito o diagnóstico?

O diagnóstico é baseado na aparência da pele ou através de exames de cultura que identificam a bactéria. 

Como evitar? 

Por ser uma bactéria comum entre a população, a prevenção se dá por meio de hábitos de higiene, como lavar as mãos ou usar álcool em gel para desinfetar a região. Os cortes e ferimentos também devem ser sempre lavados com água e sabão. Se o machucado demorar a cicatrizar ou se houver sinais de inflamação, como vermelhidão, pus ou dor excessiva, é melhor procurar um médico rapidamente. 

Para prevenir a contaminação de alimentos por bactérias também é preciso lavá-los bem – assim como as mãos e os utensílios –, evitar que fiquem muito tempo em temperatura ambiente e cozinhá-los cuidadosamente.

Qual é o tratamento?

O tratamento contra os estafilococos, assim como para todas as outras bactérias, se faz com antibióticos. No entanto, para cada bactéria utiliza-se um antibiótico específico.