Central de Atendimento:
  • (31) 3079.3478
  • (31) 3079.3479
  • (31) 3079.3480
  • (31) 3079.3481
2ª a 6ª de 7h as 19h Sábado de 8h as 13h15
  • A
  • A
  • A-
  • A
  • A+

Cuidados simples evitam doenças nos olhos

12 de Novembro de 2019 às 14h40

Chamados de janelas ou espelhos da alma, os olhos são um dos órgãos responsáveis pela visão, um dos cinco sentidos humanos. É por sua importância para as pessoas, como demonstra a licença poética, que cuidados simples podem evitar problemas de visão e garantir uma boa saúde ocular.

Esse é o alerta feito pelo médico oftalmologista Carlos Heler Diniz, diretor do Instituto Mineiro de Olhos (Imol), para quem cuidados como lavar as mãos ao lidar como os olhos e utilizar óculos de sol são exemplos simples de cuidados. Entretanto, da mesma forma que os cuidados podem fazer parte do nosso dia a dia, alguns hábitos rotineiros, como coçar os olhos, podem ser nocivos à saúde ocular. 

Oftalmologista avalia criança

Crianças também devem ser avaliadas

Portanto, conforme observou o especialista, prevenir sempre é a melhor forma de evitar problemas de visão. Na infância, é importante que seja realizado, ainda na maternidade, o ‘teste do olhinho’ nos recém-nascidos. A avaliação oftalmológica completa, que deve ser iniciada antes da alfabetização, é outra medida importante, de acordo com Diniz. “O uso de óculos de grau (quando necessários) não apenas solucionam as dificuldades identificadas, mas previnem problemas oculares futuros”, comentou. Já na idade adulta, é importante estar atento ao histórico de doenças oculares na família, observou o médico.

Entre os problemas mais comuns para os olhos, o oftalmologista apontou os chamados de erros de refração, como miopia, hipermetropia, astigmatismo, ‘vista cansada’ e outros, que podem ser tratados com o uso de óculos, lentes de contato ou mesmo com correção cirúrgica. Nesse conjunto, Diniz inclui enfermidades infecciosas como conjuntivites.

Com relação às doenças congênitas, o especialista informou que as mais comuns são a glaucoma e a catarata. “Quase todas as doenças oculares, mesmo as mais simples, podem evoluir para uma situação mais grave. O tratamento oportuno torna-se, portanto, fundamental. Aqueles que lesam a retina ou o nervo ótico podem sofrer sequelas irreversíveis”, alertou o oftalmologista.


De acordo com Diniz, olho vermelho, dor nos olhos, lacrimejamento, secreção excessiva e a baixa significativa de visão são alguns dos sintomas que podem indicar a existência de problemas nos olhos. Acesse o site amagissaude.com.br e consulte os oftalmologistas credenciados à Amagis Saúde.