Central de Atendimento:
  • (31) 3079.3478
  • (31) 3079.3479
  • (31) 3079.3480
  • (31) 3079.3481
2ª a 6ª de 7h as 19h Sábado de 8h as 13h15
  • A
  • A
  • A-
  • A
  • A+

Doença da primavera: como prevenir a caxumba?

05 de Outubro de 2017 às 15h50

A caxumba é uma doença viral aguda, benigna e autolimitada. Seus primeiros sintomas são febre, calafrios, dores de cabeça, musculares e ao mastigar ou engolir, além de fraqueza. Uma das principais características da doença é o aumento das glândulas salivares próximas aos ouvidos, que fazem o rosto inchar. Essa alteração ocorre em 60% a 70% daquelas com manifestação clínica. A vacina é a melhor forma de prevenir essa doença.

Segundo a Diretoria de Vigilância Epidemiológica da SES-MG, a eficácia da vacina caxumba é de cerca de 95%, mas podem ocorrer variações.

Caxumba

Como ela é transmitida?

Sua transmissão ocorre pela tosse, espirro ou fala de pessoas infectadas. 

As estações com maior ocorrência de casos são o inverno e a primavera.

Nos meses de setembro a dezembro aumenta a incidência dessa doença, já que nesse período as doenças respiratórias são transmitidas com mais frequência, principalmente em ambientes fechados.

E como faço para prevenir? 

A vacinação contra a caxumba é ofertada para a população a partir de 12 meses, sendo que, para indivíduos até 29 anos de idade, o esquema recomendado é de duas doses da vacina tríplice viral e/ou tetraviral, conforme descrito a seguir:

- Aos 12 meses de idade: administrar uma dose da vacina tríplice viral.

- Aos 15 meses de idade: administrar uma dose da vacina tetraviral. Esta vacina pode ser administrada até os 4 anos, 11 meses e 29 dias de idade. Após esta faixa etária, completar o esquema com a vacina tríplice viral.

- Indivíduos de 30 a 49 anos de idade não vacinados anteriormente devem receber uma dose da vacina tríplice viral. 

Sintomas

O sintoma mais característico é o inchaço nas bochechas e na mandíbula, produzido pelo aumento das glândulas salivares.

Outros sintomas são dor de cabeça, dores musculares, fraqueza, febre, calafrios e dor ao mastigar ou engolir.

Caxumba
Nos casos masculinos pode ocorrer orquite, isto é inflamação do testículo e em casos femininos, a ooforite, isto é, inflamação dos ovários.

Ao perceber esses sintomas, procure a Unidade Básica de Saúde, pois somente um profissional de saúde pode realizar o diagnóstico. Essa é uma doença viral e não existe um tratamento especifico, mas o profissional de saúde irá orientar os paciente quanto a medicamentos para aliviar os sintomas, além de recomendar o repouso do paciente para evitar complicações.

Pessoas afetadas pela doença devem evitar comparecer à escola, ao trabalho ou a locais com aglomerações durante 9 dias após o início da doença.

Em ambientes hospitalares, deve-se adotar o isolamento dos doentes, bem como o uso de equipamentos de proteção individual (EPI)

Para evitar a contaminação também é preciso evitar ambientes aglomerados e fechados e não compartilhar copos e talheres.

 

Fonte: Blog da Saúde - Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais